6 Fatores Para a Euforia Dos Funcionários


Como Começar um Web site De Viagem?


Insuficiente a pouco, graças às sucessivas reportagens do Estadão, o cidadão começa a perceber por que o governo não tem dinheiro para hospitais, escolas, creches, segurança, estradas. 7 1000 por mês! Tudo pago com impostos dos contribuintes que batalham diariamente pra defender teu sustento e se assegurar no emprego, o que não é o caso dessa casta.


Até onde vai isso? Toda essa dinheirama é drenada pra ajudar uma minoria. Se nada for feito, e parece que não o será, fica a pergunta: este povo tem jeito? E ainda por cima um terço da renda da elite dos servidores é isento de Imposto de Renda. Os nobres da corte de Luís XVI ressuscitaram? Cuidado, visto que sabemos do melancólico destino que estes tiveram pela Revolução Francesa. Mais uma greve nos Correios, desta vez por conta de alteração nas regras dos planos de saúde dos funcionários. No tempo em que a corporação foi criada, talvez fosse vital, por pretexto de segurança da dica, a administração dos Correios ser estatal, entretanto hoje, pela era da informática e da intercomunicação instantânea, não tem o menor sentido. Diante do descrédito da organização e do péssimo serviço prestado à população, muita gente estranhou a notícia da greve, por localizar que ela já estava em atividade há longo tempo.


Verdadeiramente, com o péssimo serviço exibido - um sedex demorando quinze dias pra chegar, no âmbito estadual -, pensava assim como esse cristão que a argumentada classe imediatamente estava há um agradável tempo de braços cruzados. O melhor antídoto pras greves seria privatizar os Correios o rapidamente possível, dividindo-os em três ou quatro empresas e diluindo, dessa maneira, o risco de recentes paralisações.


Os Correios são um cabide de empregos nada republicano. Há mais de um ano escrevi nesse Fórum que o presidente Michel Temer prestaria um grande serviço à Nação se acabasse com o imposto sindical e regulamentasse a greve do setor público. Com o imposto ele acabou. Todavia a regulamentação da greve não saiu. Dessa maneira, continuaremos a ser prejudicados por greves a mando dos sindicalistas encastelados no serviço público. Juízes federais (principalmente os trabalhistas) pretendem fazer greve por meio do dia 15 pra proteger o seu auxílio-residência.


Tudo bem, um, dois, 3 meses de greve não farão muita diferença no que se menciona ao lerdo andamento dos processos. Para qualquer pessoa que espera 10, 15, vinte e outros tantos anos pelo julgamento de um recurso, é só incluir o tempo da greve. A única maneira de esses juízes chamarem a atenção da população seria julgando os milhões de processos que tramitam lentamente nos tribunais do Nação. Greve de juízes federais? A Justiça está sem movimento há muito tempo.


Só não veem isto os magistrados. Nossa Justiça vive em letargia, os processos caducam. Tenho uma ação contra o Estado desde 1994 porque um terreno que foi desapropriado pela duplicação da Rodovia Fernão Dias e até hoje não obtive solução. Minha mãe, morta há mais de quatrorze anos, não recebeu seus direitos e estou vendo que o mesmo acontecerá comigo.


Com ligação ao editorial O CNJ já não é o mesmo (10/3, A3), as decisões do Conselho Nacional de Justiça contrárias aos anseios da sociedade são capazes de ser creditadas à pouca notabilidade de seus numerosos segmentos, na composição de seus membros. Dos 15 conselheiros, nove são indicados pelo Judiciário, dois pelo Ministério Público, 2 pela OAB e 2 pelo Congresso Nacional. Que me desculpe a ótima cronista Vera Magalhães (11/3, A8). O STF poderá estar apequenado, no entanto tem na figura da competente e honrada ministra Cármen Lúcia um modelo de dignidade que engrandece a alma de todo o brasileiro. Efusivos parabéns a Carlos Alberto Di Franco pelo brilhante postagem Honorários sujos, um questionamento (12/3, A2).


De imediato passou da hora de abrir a caixa-preta desses advogados de políticos corruptos e traficantes. O sigilo sensacional não poderá servir de porquê para que polpudos honorários pagos com dinheiro sujo abasteçam o bolso desses advogados. A ética precisa predominar! No caso de envolvimento de dinheiro público, como bem esclarecido no artigo, não precisa existir o sigilo, e sim a maior transparência possível: quanto pagou, quem pagou e qual a origem do dinheiro!


  • Fazer as avaliações gerais e as boas-vindas aos novos professores

  • 3 5.Três Permita Que os Leitores Conheçam Você

  • 3 O campo econômico e o campo acadêmico: Capital econômico e capital cultural

  • Pergunte para compreender



Delfim Netto foi ministro da Fazenda, embaixador, ministro da Agricultura, ministro do Planeamento e deputado federal. Começou a preencher cargos no primeiro escalão do governo em 1967. Trabalhou junto com os ex-presidentes militares e com os eleitos através das urnas também. A Polícia Federal (PF) está verificando se o ex-ministro cometeu crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, entre outros. A empreiteira Andrade Gutierrez teria desviado dinheiro da Usina de Gracioso Monte pra pagamento de propina a Delfim. O prazeroso e velho Delfim Netto foi pego de calça curta.


O envolvimento de Delfim Netto em mais um caso de propina mostra que não existem políticos honestos no País, há somente os que não foram investigados e pegos ainda. A dificuldade da corrupção no Brasil é sistêmico, todo o sistema é podre e só dá certo se houver propina. Desde que começou a operação Lava Jato até nesta hora ninguém teve a radiante ideia de mudar as regras do jogo, acabar com a palhaçada criminosa que são as licitações, todas elas sistematicamente fraudadas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *